Como manter sua equipe motivada na prevenção de acidentes? - Previnsa - Soluções em Segurança do Trabalho
Capacitação

Como manter sua equipe motivada na prevenção de acidentes?

Garantir a prevenção de acidentes é essencial para o negócio. Além de evitar indenizações e problemas com a fiscalização, é um jeito de melhorar a produtividade e obter o engajamento dos colaboradores. Para que isso seja viável, é fundamental entender como manter sua equipe motivada sobre a segurança.

Somente com uma atuação consistente é possível obter o maior nível de proteção. Afinal, os colaboradores são grandes responsáveis pelos resultados positivos.

Para saber como manter sua equipe motivada, veja algumas dicas para colocar em prática e obtenha ótimos resultados!

Faça treinamentos sobre segurança do trabalho

O aumento de capacitação é um dos principais motivadores — e isso serve para todas as áreas. Da mesma forma que um time comercial ficará motivado ao passar por um treinamento em vendas, a equipe se engajará com a segurança ao ser treinada.

É indispensável realizar treinamentos frequentes, robustos e esclarecedores sobre o tema. Apresente quais são as regras que devem ser seguidas, como no trabalho em altura ou sobre questões de ergonomia. Demonstre que, acima de tudo, evitar ou diminuir os riscos do ambiente laboral é relevante para o bem-estar e a saúde de todos os envolvidos.

Para não errar, tenha o apoio de uma empresa especializada e experiente no tema. Com treinamentos in company e até simulações, todos se sentirão preparados para evitar e encarar emergências. O conhecimento é empoderador e, como consequência, aumentará a motivação.

Invista na sinalização das áreas de risco

Outra dica sobre como manter sua equipe motivada inclui cuidar da sinalização do ambiente de trabalho. Dar atenção a esse aspecto demonstra, em primeiro lugar, que o empreendimento coloca em prática o que prega. Se as áreas não forem sinalizadas, por outro lado, a empresa pode transparecer a imagem de que não se importa com a segurança de seus funcionários.

Então, o ideal é sinalizar todos os ambientes com risco em potencial. Especifique áreas que exigem cuidado com o calor ou com máquinas, assim como ambientes com materiais sensíveis, como os inflamáveis. É válido, até mesmo, ter sinalizações para quando o chão estiver molhado ou escorregadio.

Ainda que a sua empresa não tenha a obrigação de oferecer tais elementos, ter esse cuidado transmite a mensagem certa. Para que tudo saia conforme o esperado, faça uma análise dos riscos do ambiente e utilize a sinalização adequada para cada espaço.

Ofereça as ferramentas certas

Não adianta criar treinamentos de segurança de qualidade se os colaboradores não tiverem como colocá-los em prática, certo? Portanto, é essencial dispor de todos os recursos necessários se quiser obter sucesso no momento de manter sua equipe motivada.

Isso significa, por exemplo, oferecer equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC) de acordo com os riscos levantados. Eles devem ser em quantidade suficiente, conforme manda a lei, e de qualidade. Somente desse modo as pessoas terão a chance de colocar em prática aquilo que aprenderam.

Cuide para que os funcionários sempre tenham e usem o capacete adequado, assim como luvas e óculos de proteção, se for o caso. Também tenha a certeza de que cintos de segurança, andaimes e até extintores de incêndio funcionam como deveriam. Do contrário, as pessoas podem ficar desmotivadas em cumprir os aspectos fundamentais de prevenção.

Implemente uma política de feedbacks dos colaboradores

Por mais que a sua empresa invista em reconhecer, eliminar e mitigar os riscos, são os funcionários que vivem o cotidiano do negócio. Por meio de suas experiências, eles são capazes de identificar riscos que nem sempre são considerados óbvios. Também formam uma grande rede de apoio para verificar situações inesperadas, como uma lâmpada queimada, um fio solto ou outra condição insegura.

Contudo, essa característica não será aproveitada se a gestão não estiver disposta a ouvir o que os colaboradores têm a dizer. Sem um canal de comunicação aberto e transparente, é quase impossível obter sucesso e manter sua equipe motivada.

Para reverter o quadro, implemente uma política voltada para receber e avaliar os feedbacks dos funcionários. Permita que os colaboradores digam quais são os problemas de segurança ainda não resolvidos ou que deem sugestões sobre como otimizar a tarefa.

É importante não apenas ouvir o que eles têm a dizer, mas verificar o que é relevante e o que pode ser executado. Ao fazer isso, as pessoas são ouvidas e se sentem parte do negócio, o que aumenta a motivação.

Monte e tenha uma boa relação com a CIPA

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é um grupo voltado para garantir bons aspectos de segurança no trabalho. É determinada pela Norma Regulamentadora 5 e deve fazer parte de todos os empreendimentos com mais de 20 colaboradores. Sua composição inclui pessoas indicadas pela direção e, principalmente, funcionários eleitos e dispostos a exercer a função.

Criar a CIPA e ter com ela uma boa relação é determinante para ter êxito no seu negócio. Afinal, essa comissão é a expressão máxima da participação dos colaboradores na identificação e na eliminação de riscos.

Para que não restem dúvidas, elabore um processo transparente para a eleição dos membros da comissão, de modo que todos os interessados possam concorrer. Depois que o grupo for formado, garanta que a CIPA tenha autonomia para agir de maneira preventiva e como um apoio em casos de acidentes.

Promova congressos e eventos sobre o assunto

A segurança no trabalho não é um tema estático, já que as necessidades mudam com o tempo. Além disso, sempre há o que otimizar e é importante não se acomodar com os efeitos já obtidos. Afinal, quanto mais intensa for a atuação, maior será a proteção para todos os envolvidos.

Uma das formas de garantir tal resultado é por meio da realização de congressos, workshops e eventos gerais sobre o tema. Peça para que colaboradores interessados montem apresentações sobre novos métodos de prevenção ou sobre a relevância de dar atenção a esse assunto, por exemplo.

Também é essencial não se esquecer da Semana Interna de Prevenção ao Acidente de Trabalho (SIPAT). Realizada uma vez por ano, ela deve ser voltada para atualizar os conhecimentos sobre o tema, gerar debates e inspirar as pessoas a cuidar da segurança no trabalho.

Ao realizar essas ações, será mais fácil entender como manter sua equipe motivada em relação à segurança. Assim, a proteção contra acidentes será reforçada e a empresa poderá aproveitar os efeitos positivos.

Para estar sempre por dentro desse assunto, assine nossa newsletter e receba as novidades em sua caixa de entrada.

Você pode gostar
DDS na segurança do trabalho: entenda o que é e como fazer
Gestão à vista: o que saber para colocá-la em prática na empresa

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This