EPI: por que e como incentivar o uso na empresa? - Previnsa - Soluções em Segurança do Trabalho
Capacitação

EPI: por que e como incentivar o uso na empresa?

Em um país em que o número de acidentes de trabalho é muito alto, cuidar da segurança dos colaboradores é de fundamental importância. Nesse sentido, o uso de EPI — Equipamento de Proteção Individual — é básico para proteger os colaboradores e manter um ambiente de trabalho saudável.

Pela legislação em vigor, as empresas são obrigadas a fornecer esses equipamentos para todos que estejam sujeitos a algum tipo de risco. Porém, o simples fato de entregar os EPIs não garante que eles serão utilizados de maneira correta.

Assim, cabe aos responsáveis pelo RH, principalmente os ligados à segurança e à saúde, incentivarem e acompanharem o uso correto destes equipamentos.

Neste post, mostraremos por que e como incentivar o uso de EPIs nas empresas. Se você é responsável pela segurança do trabalho de uma empresa de qualquer porte, este artigo foi feito para você. Confira!

Benefícios do uso de EPI

De acordo com a Norma Regularizadora 6 — NR6 — do Ministério do Trabalho e Emprego, as empresas são obrigadas a distribuir gratuitamente aos seus empregados os Equipamentos de Proteção Individual. Cada atividade e ambiente de trabalho pode exigir equipamentos específicos.

Desde restaurantes até refinarias de petróleo, passando por construtoras, hospitais, pelas mais diversas indústrias e empresas de transporte, enfim, todas as atividades laborais possuem situações que podem colocar em risco a saúde e a segurança do colaborador.

O descumprimento da NR 6 deixará as empresas propensas a receberem as penalizações previstas, além de causar um dano muito grande a sua imagem. Em um mundo interconectado com informações sendo divulgadas e acompanhadas em tempo real, empresas que permitem que os funcionários corram riscos geram repercussões negativas.

Além de evitar as penalizações, o uso adequado dos EPIs diminui a ocorrência de acidentes, o que reduz o número de licenças e afastamentos do trabalho e, como consequência, a substituição de pessoal.

Para os funcionários, a preservação de sua integridade física e mental é o principal benefício da utilização correta dos EPIs. Riscos são minimizados, evitando que acidentes possam causar lesões que, em casos extremos, podem levar ao óbito.

Alguns acidentes podem ocasionar afastamentos e, a depender de sua gravidade, forçar internamentos, longos tratamentos médicos e fisioterápicos, além de transtornos e impactos na saúde psíquica dos colaboradores. Além disso, em última análise, ainda aumentam os custos operacionais das empresas.

Incentivando o uso do EPI

A conscientização do uso dos equipamentos de segurança deve ser feita intensamente pelos departamentos de segurança, saúde e medicina do trabalho. De nada adiantará um funcionário receber um protetor auricular, por exemplo, e deixá-lo dentro de uma gaveta.

Além de distribuírem e controlarem a validade dos equipamentos, os responsáveis devem ficar atentos para que o uso seja feito de maneira correta e durante todo o período que os colaboradores estiverem expostos aos riscos.

A seguir, listaremos algumas dicas para incentivar o uso do EPI:

Ofereça EPIs de qualidade

Distribua equipamentos de segurança de ótima qualidade e de fornecedores qualificados. Os EPIs precisam ser confortáveis, ajustáveis às características de cada um, resistentes e que não atrapalhem o perfeito desempenho nas atividades.

Faça a substituição dos equipamentos seguindo rigorosamente o prazo de validade e o tempo de utilização. Mantenha um rígido controle na distribuição e na supervisão do uso efetivo e de maneira correta.

Deixe claro que os equipamentos devem estar em prefeito estado. Caso algum esteja com alguma avaria que prejudique seu uso, ele deverá ser substituído dentro das determinações da norma regularizadora.

Faça treinamentos

Faça constantemente treinamentos sobre segurança e como utilizar o EPI. Durante a SIPAT — Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho —, realize cursos voltados à proteção individual e coletiva.

No mercado há empresas especializadas na realização de treinamentos voltados à área de segurança e medicina do trabalho. Contrate cursos específicos, de preferência com vídeos e atividades práticas.

Nos treinamentos introdutórios para novos colaboradores, a questão da segurança e do uso do EPI deve ser destacada, salientando os riscos que cada um pode correr e como o uso correto dos EPIs pode minimizá-los. 

Defina procedimentos

Tenha uma norma interna de como devem ser utilizados os equipamentos de segurança. Se possível, faça um material impresso para ser distribuído e acessado por todos em uma eventual necessidade. Utilize também os recursos digitais disponíveis como e-mail, intranet e até mesmo a rede social da empresa para deixar os procedimentos disponíveis para todos.

Quanto mais detalhados forem os procedimentos, maior será a chance das pessoas entenderem as reais funções dos equipamentos de segurança.

Realize palestras motivacionais

Realize palestras motivacionais, de preferência com palestrantes conhecidos. Atualmente, face aos vídeos publicados no Youtube, vários profissionais têm se destacado nas mais diversas áreas, incluindo na segurança do trabalho. Procure se informar e faça contato com esses conferencistas.

Também convide profissionais que tenham vivenciado experiências positivas ou negativas com o uso, não uso ou falha na utilização dos equipamentos de segurança. Palestras com essas pessoas trazem um efeito muito desejável, servem como exemplo de como se portar e esclarecem o que não deve ser feito.

Promova campanhas internas

Faça campanhas de segurança utilizando todos os canais disponíveis. Coloque mensagens em quadros de avisos, envie e-mails, publique na rede local, instale faixas etc. Chame a atenção para os riscos e impactos que acidentes podem trazer para cada um individualmente, para seus colegas de trabalho e familiares.

Faça desafios entre setores, departamentos ou filiais com destaque para aqueles que tiverem maior percentual de pessoas utilizando devidamente os EPIs.

Comemore resultados positivos

Dê destaque aos resultados positivos alcançados como a diminuição de acidentes, o encolhimento do número de afastamentos ou a manutenção da carga horária de trabalho. Todos os índices que mereçam destaque devem ser divulgados e, eventualmente, até comemorados.

Realize happy hours quando algumas metas forem alcançadas. Dentro das possibilidades de cada empresa, faça sorteios de brindes para os setores que melhor se destacarem no quesito segurança. Além de tornar o ambiente mais alegre, promove o uso dos EPIs.

Agora que você já viu como incentivar o uso de EPI na sua empresa, assine nossa newsletter e receba regularmente informações sobre prevenção de acidentes de trabalho.

Você pode gostar
eSocial e segurança do trabalho: como se adaptar às mudanças?
Medidas de Higiene no Industrial e Trabalho
Medidas de higiene: elas contribuem para a segurança no trabalho?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This