DDS na segurança do trabalho: entenda o que é e como fazer - Previnsa - Soluções em Segurança do Trabalho
Capacitação

DDS na segurança do trabalho: entenda o que é e como fazer

A prática de medidas de segurança deve ser estimulada em qualquer empresa! É muito importante que sejam disponibilizados os EPIs necessários, assim como a realização de treinamentos, o reforço dos conceitos e formas de agir. 

É exatamente para isso que serve o Diálogo Diário de Segurança (DDS).

Embora não seja obrigatória, essa estratégia é muito benéfica para a obtenção de bons resultados. Conhecê-la, portanto, é um jeito de expandir a capacidade de garantir níveis de proteção adequados.

Continue a leitura e entenda um pouco mais sobre o tema! 

O que é e como funciona o DDS?

O DDS é uma ferramenta de reforço a respeito das boas práticas e das medidas de proteção. Ele funciona como um lembrete aos colaboradores sobre o que devem fazer na sua atividade profissional e como se protegerem de determinados riscos.

Trata-se de um encontro breve, de 10 a 15 minutos. Nessa etapa, o responsável fala para o grupo de trabalhadores sobre como será o trabalho do dia, quais são os EPIs utilizados e quais as medidas que devem ser tomadas. 

O técnico de segurança é apenas um dos responsáveis por abrir e manter o DDS. Ele também pode ser executado por membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), por um supervisor, por um funcionário designado ou mesmo de forma externa. É possível contratar uma empresa ou especialistas para ter essa conversa inicial com os colaboradores.

Quando ele deve ser realizado?

Por causa do seu caráter, o DDS tem que ser feito todos os dias, antes do início da jornada. Assim que os funcionários estiverem presentes na empresa, deve haver a breve conversa em um local predeterminado.

Para não atrapalhar a jornada, ele tem que se manter sempre curto e direto ao ponto. Assim, todos sabem exatamente como proceder ao longo das próximas horas de trabalho.

Qual a importância do DDS?

A maior relevância desse diálogo é que ele permite reforçar conceitos e questões cruciais sobre a segurança do trabalho. É um jeito de manter ativos certos entendimentos, além de ajudar a criar hábitos variados.

O fato de ele acontecer diariamente também é importante para gerar dinamismo. Pense, por exemplo, em uma empresa da construção civil. É comum que as tarefas se modifiquem ao longo do tempo. Em alguns momentos, é preciso lidar com trabalho em altura, enquanto outros exigem uma proteção extra contra os barulhos. O DDS serve, justamente, para dar orientações personalizadas para cada dia de trabalho.

Além de tudo, é uma ferramenta que ajuda as pessoas a se tornarem mais conscientes sobre o que podem fazer pela própria proteção.

Quais são os seus benefícios?

O uso do DDS traz diversas vantagens, tanto para o empregador quanto para os funcionários. A seguir, veja quais são os principais pontos positivos e entenda por que é tão interessante adotar essa ferramenta.

Diminui os riscos de acidentes

O reforço diário sobre as boas práticas de segurança é determinante para evitar os diversos acidentes. Ao reiterar a necessidade de uso dos EPIs, por exemplo, há menos riscos de os funcionários se esquecerem dessa parte. Com isso, ficam mais protegidos.

Para a empresa, é algo positivo, porque evita paradas e indenizações. Para os colaboradores, é melhor ainda, já que garante a integridade física.

Aumenta o engajamento e a produtividade

O DDS permite que as pessoas se envolvam ativamente com a própria prevenção. Todos têm os conhecimentos e as ferramentas necessárias para evitar problemas de diversas espécies.

Isso garante, em primeiro lugar, um engajamento maior. As pessoas se sentem empoderadas sobre o tema e conseguem colaborar nesse sentido. Além de tudo, com riscos menores de paradas e uma participação reforçada, ocorre um aumento no nível de produtividade.

Reforça a satisfação dos colaboradores

Supervisionar a execução das medidas de segurança ou incentivar sua prática são formas de a empresa expressar que se preocupa com os trabalhadores. Isso transmite a mensagem certa para as pessoas, e a execução do DDS é mais um jeito de conseguir tal cenário.

Com a criação desse hábito, é possível conquistar um nível maior de satisfação por parte dos colaboradores. Isso aumenta os resultados, melhora o posicionamento do negócio e amplia, até mesmo, a retenção de talentos.

Reduz os custos associados

A realização do DDS é um pequeno investimento, principalmente se for comparado com a economia que é capaz de gerar. Com a sua aplicação, há uma diminuição nos riscos de acidentes e nas situações efetivas de sinistros.

Então, há perdas menores com as paradas e quedas de produtividade, em primeiro lugar. Também ocorre uma redução dos custos associados à assistência médica, às licenças e às indenizações. É, portanto, uma forma de equilibrar melhor os resultados financeiros.

Como realizá-lo na empresa?

A execução do DDS exige hábito, acima de tudo. Então, é recomendado fazer um planejamento com todos os temas que serão tratados em cada reunião diária.

Um dos benefícios é, justamente, poder tratar de assuntos atuais e relevantes para a execução do trabalho. Se um acidente aconteceu recentemente e ganhou projeção nacional, por exemplo, vale a pena debater o caso para que os funcionários o evitem. Também é indicado apontar mudanças na forma de realizar o trabalho e necessidades específicas para cada dia.

Junto com o planejamento das “pautas”, divulgue o local de realização da reunião. Como se trata de algo bem rápido, não existe nenhum inconveniente de abrir o diálogo no pátio, por exemplo. Apenas garanta que todos saibam onde tudo acontece.

Se quiser ter resultados ainda melhores, aposte em especialistas para debater o tema. Uma vez por semana ou por mês é possível ter o apoio de uma empresa que tenha profissionais no assunto. Como consequência, é mais fácil obter todos os bons impactos.

Ao final dos 15 minutos de diálogo, deixe espaço para dúvidas ou sugestões. A conversa é muito positiva para reforçar conceitos e gerar maior segurança. Não se esqueça de registrar tudo o que foi abordado e de coletar feedbacks. Assim, é possível trazer dinamismo para essa questão.

O DDS é uma ferramenta importante para reforçar conceitos e aumentar a proteção dos trabalhadores. Ao ser executado corretamente, promete oferecer um ótimo desempenho contra os diversos riscos.

Para gerar impactos ainda melhores, baixe gratuitamente o nosso manual de segurança do trabalho.

Você pode gostar
Veja 5 dicas para lidar com a segurança nos ambientes insalubres!
Equipamento de Proteção Individual (EPI): o guia definitivo!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This