Aprenda como organizar um treinamento in company na sua empresa! - Previnsa - Soluções em Segurança do Trabalho
Capacitação

Aprenda como organizar um treinamento in company na sua empresa!

Optar pelo treinamento in company tem sido uma estratégia adotada por muitas empresas. Afinal, treinar os seus funcionários traz benefícios para qualquer tipo de negócio! Dentre eles, podemos destacar a própria demonstração do investimento feito nos colaboradores, algo que ajuda a valorizar o seu trabalho.

Além disso, sabemos que capacitar os funcionários já virou questão de sobrevivência, visto que o negócio precisa estar em dia com algumas obrigações ou, então, encontrar maneiras de ser mais competitivo. Treinamentos atendem muito bem essas questões.

Porém, é preciso adequar esse tipo de prática com a realidade da empresa, muitas vezes nem sempre é possível, ou viável. Dentre os empecilhos que podem surgir, podemos destacar os custos elevados, bem como o consumo do tempo da jornada de trabalho da mão-de-obra da empresa.

Falando de maneira simplista, um treinamento in company ajuda a reduzir esses impactos que acabamos de citar, além de se adequar melhor com alguns tipos de conteúdos. Aliás, existem várias maneiras ou modalidades de treinar os funcionários utilizando o método in company, inclusive, quando o assunto é segurança.

Sabemos que a segurança do trabalho é uma preocupação de muitos gestores de RH das empresas, visto que é a sua obrigação garantir que todos possam ter as melhores condições de trabalho, bem como criar mecanismos de prevenção de acidentes de trabalho, por exemplo.

Tendo em vista esse cenário, preparamos esse guia sobre como é a organização de treinamento in company voltado para a segurança do trabalho. Ficou interessado em saber mais? Então, continue acompanhando a leitura conosco!

O que é e para que serve o treinamento in company para segurança do trabalho?

Nada melhor do que começar explicando sobre o conceito desse tipo de treinamento, não é mesmo? Então, trazemos aqui, o fato dos treinamentos in company se referirem à capacitações ou cursos realizados dentro da própria empresa, assim como o seu próprio nome sugere (“in company” significa dentro da companhia, ou empresa, em português).

Assim como qualquer outro tipo de capacitação, um treinamento in company possui o objetivo de auxiliar os colaboradores do negócio a ganhar algum tipo de conhecimento, além de incrementar a sua formação profissional.

Esses treinamentos podem trazer vários tipos de conteúdos, desde os mais gerais, até os mais específicos, tanto na linha ser uma necessidade técnica quanto cumprir uma obrigação da empresa. Alguns mercados exigem o treinamento de segurança do trabalho para todos os colaboradores, por exemplo. Vamos falar sobre isso nos próximos tópicos.

Tipos de treinamento in company

Para que fique mais claro o entendimento sobre como o treinamento in company é algo bem abrangente, criamos uma pequena lista com alguns dos temas que esse recurso pode atender com facilidade:

  • liderança;

  • trabalho em equipe;

  • negociação;

  • desenvolvimento pessoal;

  • segurança do trabalho.

Aliás, destacamos aqui que esse último tema, o da segurança do trabalho, como um dos que mais se encaixam nesse formato. Vamos falar mais sobre isso no decorrer deste guia, certo?.

Treinamento in company sobre segurança do trabalho

Já falamos aqui que o objetivo de qualquer treinamento é capacitar pessoas, ok? Quando o assunto é a segurança do trabalho, essa capacitação tem o propósito de tornar os colaboradores aptos a reconhecer, avaliar e controlar os riscos presentes na empresa, no que diz respeito ao ambiente físico de trabalho, prezando sempre pelo bem-estar corporativo.

Além disso, alguns deles são obrigatórios, ou seja, são exigidos pelo próprio Ministério do Trabalho, sendo que as empresas que não cumprem essa exigência estarão correndo o risco de adquirir uma multa no futuro. Podemos citar como um exemplo inicial, o treinamento sobre as NR’s que são as Normas Regulamentadoras da legislação da segurança do trabalho.

Quando trazemos esse conteúdo na realidade dos treinamentos in company, tudo fica mais fácil, visto que, além de evitar  risco e gastos desnecessários com o deslocamento dos colaboradores , é muito mais fácil falar sobre o tema da segurança quando se está “dentro de casa”, nas dependências  da própria empresa, algo que facilita a união da teoria com a prática!

Quais são as vantagens desse tipo de treinamento?

Agora, vamos entrar um pouco mais nos detalhes que envolvem as vantagens do treinamento in company, apresentando seus benefícios tanto para a empresa, quanto para os seus colaboradores. Para isso, preparamos uma lista com alguns dos seus benefícios. Confira, abaixo, quais são eles.

Fazer mais com menos

Sempre quando utilizamos a expressão “fazer mais com menos”, naturalmente, surge a ideia de produtividade. Pois bem, é justamente isso que um treinamento in company proporciona: um conteúdo completo de um treinamento como qualquer outro, com a vantagem de poder  otimizar tempo e ainda melhor aproveitamento do mesmo.

Podemos dizer, que também há a grande vantagem de tudo isso poder ser feito sem perder a qualidade, ou seja, será possível melhorar consideravelmente o nível de conhecimento do capital humano do seu negócio, sem perder produtividade.

Afinal, evita-se a perda de tempo com coisas e atividades que são desnecessárias, principalmente quando é necessário o deslocamento dos colaboradores para receber o treinamento em outro local ou outra cidade.

Personalização do conteúdo

É muito bom quando a empresa consegue personalizar uma capacitação conforme as suas necessidades e a realidade da empresa. Outro cenário favorável é quando consegue aproveitar para juntar essa personalização com o benefício da flexibilização do seu cronograma de atividades ou turnos de trabalho. Com o treinamento in company isso é mais do que possível.

Afinal, a sua metodologia permite que esses benefícios, da flexibilidade e personalização, sejam facilmente aplicáveis, identificando quais são os melhores conteúdos e horários para aplicar o treinamento, trazendo satisfação para todas as partes envolvidas no processo.

Adaptação à rotina da empresa

Os cursos in company possuem uma outra vantagem relevante: a possibilidade de adaptação à rotina da empresa, organizando as capacitações nos horários que são mais pertinentes, sem atrapalhar a produtividade dos colaboradores e a sua operação como um todo, tal como em trocas de turno, ou nas paradas necessárias para manutenção de equipamentos.

Isso também é algo que ajuda no ritmo da empresa como um todo, evitando qualquer interrupção do trabalho para execução das atividades do treinamento.

Efeito imediato

Outro benefício de um treinamento in company está na sua possibilidade de aplicação imediata do seu conteúdo na empresa. Em alguns casos, de forma instantânea. Afinal, com esse tipo de treinamento, em que o colaborador não perde tempo, sem deixar de atuar nas suas atividades do dia a dia, será mais que possível aplicar os aprendizados do curso assim que adquirir esse conhecimento.

Quer queira ou quer não, isso ajuda muito a melhorar a performance de cada funcionário que está recebendo o treinamento, consequentemente esse efeito imediato terá um impacto positivo na empresa como um todo.

Motivação dos colaboradores

Por fim, podemos afirmar que um treinamento in company consegue agregar conhecimento para o funcionário de forma mais dinâmica, o que não é 100% garantido em um curso ou capacitação tradicional.

O fato é que quando o colaborador se depara com o conhecimento transmitido de maneira diferente, sem precisar sair do seu local de trabalho, a tendência é que a sua motivação cresça.

E não é novidade para ninguém que funcionários motivados trabalham muito mais felizes, ajudando a empresa a crescer cada vez mais, além de proporcionar uma facilidade em evoluir profissionalmente.

Qual é a importância de um treinamento in company sobre a segurança do trabalho?

Agora que você já conhece os benefícios que um treinamento in company pode gerar para o seu negócio, vamos aprofundar um pouco mais sobre o quanto essa modalidade de capacitação, quando focada na segurança do trabalho pode ser importante para qualquer empresa que se preocupa com o assunto.

Preparamos alguns tópicos que explicam melhor essa questão. Veja abaixo quais são eles!

Padronizar hábitos

Independente do tipo de conhecimento que é gerado por um treinamento, sendo ele necessário para qualquer área da empresa, quando há a busca por esse tipo de apoio, na maioria dos casos, existe uma certa falta de padrão de processos.

É preciso buscar capacitações para tornar o processo algo padrão e inteligente para que todos possam executá-lo da melhor maneira possível.

Quando o assunto é a segurança do trabalho, isso não é diferente, o treinamento ajuda a criar um certo padrão de hábitos, que inclusive são exigidos por lei em algumas realidades empresariais. Na prática,  o Ministério do Trabalho estabelece requisitos mínimos de segurança, que facilitam a padronização dos processos que envolvem algum risco.

Dessa maneira, a estratégia ajuda a garantir a segurança de todos, evitando a propagação de hábitos errados!

Conhecer os seus compromissos e deveres

Um treinamento de segurança do trabalho também ajuda a mostrar para toda a empresa quais são os seus direitos e deveres, tanto para a sua equipe de gestão quanto para os seus colaboradores. Pode parecer pouca coisa, mas isso ajuda a trazer consciência para todos do que precisa ser feito em relação a segurança.

Quando há essa consciência, cria-se um compromisso de todas as partes com a segurança em que haja a ciência de como se deve agir, bem como quais são as consequências caso ocorra alguma negligência nesse sentido.

Conhecer os riscos do ambiente físico

Com um treinamento in company, os colaboradores estarão mais capacitados para atuar em uma emergência, onde ele poderá conhecer todos os recursos e equipamentos disponíveis para sua utilização e principalmente conhecer os riscos físicos da sua realidade.

Afinal, o trabalhador é quem mais conhece as atividades realizadas, durante a rotina da empresa. Então, poderá combinar isso com os aspectos de segurança, sugerindo melhorias, bem como atividades que ajudem na prevenção de acidentes.

Assim, a alta gestão da empresa recebe apoio no controle dos riscos presentes no ambiente de trabalho.

Aumentar a qualidade de vida no trabalho

Nem precisamos falar aqui que um dos fatores que contribuem para a qualidade de vida no trabalho é a segurança, certo? Por isso, o treinamento proporcionará com que haja um bem-estar empresarial no sentido de deixar os trabalhadores mais seguros para desempenhar a sua função.

Pode não parecer, mas indiretamente isso é um fator que influencia muito na tranquilidade dos colaboradores, pois, saberão que estarão protegidos caso algo de pior acontecer, e entenderão que haverá gente capacitada à disposição, para lidar com qualquer problema.

Desenvolver a cultura da segurança

Outro ponto importante está no desenvolvimento da cultura da segurança no negócio. Visto que hoje, questões culturais são muito valorizadas pelo mercado, pois mostra quais são os valores que a empresa segue, o que acaba direcionando os seus hábitos, trazendo boas práticas de trabalho no dia a dia.

Saiba que isso é muito mais do que um hábito, é um compromisso com todos, desde os funcionário até os clientes da empresa. Nem precisamos falar que uma empresa que preza por isso é muito bem vista no mercado, certo?

Então, nada melhor do que desenvolver a cultura de que é preciso ter segurança onde se trabalha!

Aumentar o engajamento dos colaboradores

Por fim trazemos aqui que o envolvimento da empresa em treinamentos de segurança mostra o quanto ela está engajada com essa causa, algo que, naturalmente, será transmitidos para os seu colaboradores.

Essa questão acabará influenciando a motivação de cada trabalhador, algo que possui como consequência positiva o aumento do seu engajamento com o negócio.

Quando o treinamento in company deve ser realizado?

Sabemos que é normal ter a dúvida sobre o melhor momento para a realização de um treinamento sobre segurança do trabalho. Para simplificar, podemos dizer que há duas grandes motivações da segurança do trabalho que mostram que uma empresa precisará organizar esses tipos de treinamentos.

Veja abaixo quais são elas.

Adequação à lei

Em relação a se adequar perante a lei, há alguns setores que o treinamento em segurança do trabalho são mais do que obrigatórios, tal como na Industrias..

Por isso, é importante ter conhecimento das NR’s, pois elas que definem isso e são uma diretriz do ministério do trabalho, especialmente a NR 10, NR 13, NR 20, NR 23, NR 33 e a NR 35 e todas as outras NR’s

De qualquer modo, buscar ajuda profissional para entender se o seu negócio se adequa à essa realidade é o mais indicado.

Necessidade da empresa

Outro momento importante é simplesmente quando a empresa sentir que é necessário implantar esse tipo de treinamento, disponibilizando conhecimento para os seus funcionários, seja por questões de querer evitar acidentes de trabalho, caso esteja acontecendo muitos deles, ou então por motivos administrativos.

Esses motivos administrativos podem ser vários: desde querer aumentar a produtividade, reduzir gastos, até contribuir para que haja uma maior qualidade de vida para os seus colaboradores. Além disso, um treinamento ajuda a fortalecer a marca do negócio, trazendo mais credibilidade perante o seu mercado.

O que não pode faltar em um treinamento de segurança do trabalho in company?

Agora que você já sabe o quanto um treinamento sobre segurança do trabalho é importante para o seu negócio. Vamos fornecer algumas dicas sobre como organizá-lo, ou seja, vamos falar de itens que não podem faltar nesse tipo de treinamento.

Confira abaixo as dicas que separamos especialmente pra você que chegou até aqui, principalmente, no que diz respeito a aliar o tema da segurança com a modalidade de capacitação in company!

1. Levante quais são as necessidades da empresa

Em primeiro lugar, antes de organizar um treinamento in company, é preciso realizar um diagnóstico, levantando quais são as reais necessidades da empresa, quais são os conteúdos que os funcionários estão precisando se capacitar naquele exato momento.

Quando o assunto é segurança do trabalho, existem diversas opções de capacitações, desde as que são obrigatórias, até as que ajudam na conscientização de todos os envolvidos na sua operação. Então, pare por um momento, reflita e faça esse diagnóstico a fim de tomar as melhores decisões nessa escolha.

Vamos falar um pouco mais em uma próxima dica, mas já saiba que uma empresa especializada possui plena condição de ajudar nessa etapa em que é preciso priorizar e escolher os temas mais pertinentes.

2. Escolha os recursos que serão utilizados e os colaboradores participantes

Outro ponto importante é que, quando se trata de um treinamento in company, será preciso oferecer um mínimo de recursos para que ele possa acontecer. Não adianta nada contratar essa modalidade de capacitação se a empresa não possui uma estrutura que comporte a sua realização sem maiores problemas.

Supondo que a empresa possa atender à essa demanda, é importante escolher o que será utilizado de forma assertiva, a começar com o local de treinamento que precisará comportar o número de pessoas, de modo que elas se sintam confortáveis.

Além disso, é preciso entender quais equipamentos serão utilizados, tal como um computador, projetor, dentre outros. Verifique também se será preciso fornecer recursos individuais para cada funcionário que participará da atividade.

Podemos citar como exemplo, um treinamento de Segurança Contra Incêndio em espaço confinado ou, então, um treinamento sobre emergências químicas. Nessas situações é preciso utilizar uma unidade móvel certificada nos rigores de algumas normas, tal como a NBR 14.277 e a IT 17 (do corpo de bombeiros do estado de São Paulo). Dessa maneira, é possível garantir o uso dos recursos mais modernos dentro da sua empresa. Já adiantamos que a Previnsa oferece isso e muito mais.

Por fim, é preciso definir também quais serão os funcionários que precisam participar do treinamento. Obviamente que fica complicado parar toda a operação, mas é possível selecionar uma parte considerável para receber esse conhecimento e até passar para os demais.

3. Escolha uma boa prestadora de serviços 

A nossa terceira dica é que a empresa conte com uma boa prestadora de serviços para ministrar esse treinamentos. Aproveitando as dicas anteriores, saiba que uma empresa competente que oferece treinamentos in company ajudará não somente com o treinamento em si, mas com outros detalhes.

Estamos falando de ajudar a empresa a fazer o diagnóstico dos temas que são necessários, bem como auxiliar no levantamento de recursos para que a capacitação possa ocorrer da melhor forma possível.

Quando entra no tema da segurança no ambiente empresarial, isso é ainda mais importante, visto que há uma maior seriedade quando comparada com outros assuntos. A partir do momento que a empresa que oferece o treinamento consegue propor um conteúdo adaptável para o negócio, será possível criar um cronograma muito mais atrativo para os colaboradores, sendo extremamente cirúrgico na raiz do problema.

Nesse sentido, podemos destacar que a Previnsa possui as mais diversas certificações, que fornece credibilidade para o negócio, bem como o fato de ser uma empresa com atuação global e internacional.

4. Crie uma estratégia de adesão de participantes

Sabemos que em muitos casos não é fácil convencer os colaboradores sobre a importância da sua participação em treinamentos organizados pela empresa. Além disso, quando se contrata uma capacitação in company, por mais vantajosa que seja, é um investimento que a empresa estará realizando nos seus funcionários e em si mesma.

Por isso, é importante que esse investimento não seja jogado fora. Então, a sugestão é criar estratégias para que haja motivação na participação e a consciência de que é um tema importante para poder desenvolver um bom trabalho ao longo dos dias.

Essas estratégias podem ser desde conversas e esclarecimentos sobre a importância do tema, bem como o oferecimento de benefícios e premiações para quem participar da capacitação. O importante é conseguir que todos os colaboradores aproveitem desse momento e possam aplicar o conhecimento no seu dia a dia.

5. Implante a cultura de treinamentos

Por fim, a nossa última dica é que você aproveite a oportunidade dos treinamentos in company para criar uma cultura de treinamentos na empresa, ou seja, criar o hábito para que essa prática esteja sempre acontecendo no ambiente empresarial. Já falamos anteriormente sobre essa questão cultura, lembra?

Isso pode acontecer de diversas maneiras, uma delas é sugerindo que os próprios colaboradores façam um levantamento de capacitações pertinentes e que são necessárias para que o setor de RH possa verificar a viabilidade de levá-las para o negócio por meio de terceiros, contratando empresas especializadas.

Além disso, pode se estimular com que os próprios colaboradores organizem treinamentos internos, visto que muitas demandas podem surgir e o conhecimento poderá estar dentro de casa. Então, nada melhor do que aproveitar esse conhecimento e estimular essa atividade, certo?

Saiba que é importante reforçar a importância da segurança do trabalho sempre que possível, além de que é preciso ter o pensamento da necessidade de romper paradigmas para que os treinamentos como esse não sejam vistos como momentos de lazer, mas sim um momento sério que busca proteger e valorizar vidas!

Deu para perceber que um treinamento in company poderá auxiliar muitas empresas na suas demandas de aquisição de conhecimento, principalmente no tema da segurança do trabalho. Então, não perca tempo e comece a aplicar essas dicas agora mesmo.

Quer saber como podemos ajudá-lo a organizar um treinamento in company? Então, entre em contato conosco!

Você pode gostar
Kit de primeiros socorros para empresa: saiba o que deve conter
Quais são os equipamentos de proteção coletiva?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This